Reveillon, fim de ano, mente, propósito de vida

sindrome de fim de ano

Mais um ano se passou e parece que nada aconteceu!

Claro que muitas coisas aconteceram, eu trabalhei muito, fui a festas que foram muito legais, conheci algumas pessoas interessantes, mas de fato o que eu queria que mudasse não mudou.

A partir dessa frustração eu comecei a perceber que a grande maioria das pessoas tinham o mesmo sentimento e pensei: deve ter algum estudo científico para esse fenômeno.

Porque a maioria das pessoas têm esse sentimento de frustração todo fim de ano?

Neste ano eu me dediquei a estudar esta questão e na minha busca eu encontrei uma hipótese que respondeu muitas perguntas, cheguei à conclusão que as pessoas não têm propósito de vida, elas simplesmente não sabem o que querem.

Muitos até têm algo em mente, querem alguma coisa, mas não tem um propósito. Vamos dar um exemplo:

O João queria emagrecer 12 quilos neste ano.

Veja; isso não é um propósito, pode ser uma meta, mas está longe de ser um propósito. Um propósito seria: Estar saudável e mais atraente para conquistar a Maria.

Perder os quilos não é o que motiva ele e sim conquistar a Maria, perder peso é um meio e um objetivo que levará a um propósito maior, porque no caminho para perder esse peso ele enfrentará tentações de coisas que lhe darão prazer como uma cerveja com os amigos, um pastel ou um doce etc.

Seu cérebro só vai entender que não deve comer, se o prazer associado a esse comer for menor que o prazer de conquistar Maria.

O exemplo fica pequeno quando comparamos com o propósito de vida, mas o mecanismo é o mesmo. Temos que descobrir qual é o nosso propósito de vida para que durante a vida nada seja mais importante do que alcançá-lo.

Vou dar um outro exemplo: imagine um domingo à noite com frio, você está com uma preguiça imensa, nada te faria levantar do sofá, a não ser se fosse para ir para a cama. Você está com fome, mas decide comer qualquer coisa ou até não comer de tanta preguiça. De repente você percebe que seu filho está com febre. Toda aquela preguiça perde a importância e você vai até a farmácia comprar o remédio que ele precisa.

Entendeu? Nosso cérebro é programado para economizar energia e se a pessoa não sabe qual é o propósito de vida, qualquer coisa desvia ela dos objetivos fixados.

Objetivos e metas sem um propósito de vida, perdem a força e qualquer coisa te desvia você da meta.

Tudo bem! Cheguei à conclusão de que é preciso um propósito de vida para não sentir aquele vazio no final do ano e sentir que a cada ano estou mais próximo do meu propósito, mas eu ainda tinha um problema:

Como saber meu propósito de vida?

Existem muitas teorias a respeito de como encontrar seu propósito de vida, mas principalmente alguns pensadores criaram métodos eficientes para que qualquer pessoa possa descobrir seu propósito de vida.

Nesta busca atrás de descobrir meu propósito de vida, encontrei o André Buric que é um apaixonado por tudo que diz respeito ao funcionamento do cérebro humano e depois de muito estudar ele resolveu estruturar esse conhecimento criando métodos para que qualquer pessoa consiga dominar a mente e realizar seus sonhos.

A primeira iniciativa do André foi criar um método para qualquer pessoa descobrir seu propósito de vida. Ele escreveu um livro onde explica passo a passo 5 métodos diferentes para descobrir seu propósito de vida.

Veja um vídeo onde ele explica porque criou o projeto Brain Power.

 Você receberá o link para se inscrever na aula Grátis em seu e-mail.

Caro leitor, espero que esta matéria tenha ajudado de alguma maneira.

Leia também “Poder da mente ou poder do subconsciente

Se gostou, COMPARTILHE, assim como ajudou a você, pode ajudar muitas pessoas, obrigado.